Escolha uma Página
Como eliminar a flacidez após a lipoaspiração?

Como eliminar a flacidez após a lipoaspiração?

Uma pele flácida é, certamente, um dos aspectos que mais causam desconforto em homens e mulheres, podendo gerar consequências ruins para a autoestima. Embora os resultados da lipoaspiração sejam, na maioria dos casos, satisfatórios, uma das complicações que podem ocorrer após o procedimento é a flacidez. Isso ocorre porque a flexibilidade da nossa pele é reduzida diante de alguns fatores, como idade, genética, mudança brusca de peso, flacidez preexistente e pouca elasticidade da região que passou pela cirurgia plástica.

A boa notícia é que existem medidas e procedimentos que auxiliam para diminuir ou solucionar de vez esse problema. Vamos conhecer quais são eles? O Dr. Charles Berres separou algumas dicas importantes para o tratamento da flacidez após a lipoaspiração. Confira!

Uma pele flácida é, certamente, um dos aspectos que mais causam desconforto em homens e mulheres, podendo gerar consequências ruins para a autoestima. Embora os resultados da lipoaspiração sejam, na maioria dos casos, satisfatórios, uma das complicações que podem ocorrer após o procedimento é a flacidez. Isso ocorre porque a flexibilidade da nossa pele é reduzida diante de alguns fatores, como idade, genética, mudança brusca de peso, flacidez preexistente e pouca elasticidade da região que passou pela cirurgia plástica. 

Mantenha hábitos saudáveis

Em primeiro lugar, é inevitável reduzir a flacidez corporal sem a prática de bons hábitos no dia-a-dia. A combinação entre uma dieta balanceada, a prática regular de atividade física e a ingestão adequada de água trarão grandes benefícios à sua saúde, além de combaterem a indesejada flacidez. 

Dessa forma, evite o consumo de alimentos ricos em gorduras e carboidratos refinados, pois acentuam o acúmulo de gordura no corpo, acarretando em mais flacidez. Invista em uma dieta equilibrada e diversificada, apostando em legumes, verduras, cereais, carnes magras, frutas e muita água, pois ela é essencial no combate à flacidez, melhorando o funcionamento do metabolismo e reduzindo o inchaço. 

Já a prática regular de atividade física possui papel fundamental, não apenas na queima do excesso de gordura, como também para o bom funcionamento do organismo e para a saúde dos nossos tecidos e órgãos. Para o combate da flacidez, invista em exercícios específicos para as regiões que trazem algum incômodo, mas lembre-se de sempre contar com a ajuda de um profissional capacitado para garantir qualidade e segurança durante a sua atividade física.

Faça sessões de massagem

Além de relaxantes, as massagens, feitas por profissionais especializados, são uma ótima solução no combate contra a pele flácida, além de auxiliar na redução da celulite e na perda de medidas. A drenagem linfática, por exemplo, trabalha o sistema linfático, diminuindo a retenção de líquidos e facilitando a eliminação de toxinas. Já a massagem modeladora é ideal para estimular a circulação e tonificar a musculatura sendo, também, excelente para tratar a flacidez da pele.

Invista em procedimentos estéticos

A flacidez após a lipoaspiração também pode ser eliminada através da associação com outras cirurgias plásticas, como a Abdominoplastia e o Renuvion, entregando ótimos resultados.

A Abdominoplastia é recomendada para casos em que há excesso de flacidez na barriga, atuando na eliminação da gordura localizada e do excesso de pele da região. O procedimento também pode auxiliar na remoção de estrias e cicatrizes, resultando em uma barriga mais lisa e homogênea. Já o Renuvion pode ser utilizado em qualquer região do corpo que exista flacidez, como abdômen, coxas, papada, braços e costas. O tratamento consiste na contração dos tecidos da pele, promovendo mais elasticidade e melhorando o aspecto da flacidez.

Tratam-se de procedimentos eficientes que, além de eliminar a flacidez após a lipo, potencializam seu resultado. É fundamental, no entanto, conversar com um médico cirurgião para optar pelo tratamento mais indicado para o seu caso. Conte com o Dr. Charles Berres para ajudar a transformar suas insatisfações em motivos de alegria! Agende uma consulta e siga acompanhado seu blog para mais conteúdos.

Expectativa X Realidade: como alinhá-las e alcançar a aparência que você tanto deseja

Expectativa X Realidade: como alinhá-las e alcançar a aparência que você tanto deseja

O desejo do corpo perfeito é a vontade de muitas mulheres e homens. As redes sociais e a mídia tradicional desempenham um papel importante na definição do padrão físico ideal. É comum, em consultas médicas, os pacientes trazerem fotos de artistas e celebridades para exemplificar quais resultados gostariam de atingir. Porém, é importante lembrar que o corpo depende de diversos fatores como tipo físico, herança genética e hábitos de vida. Pensando nisso, o Dr. Charles traz alguns aspectos importantes para você alinhar expectativas e realidade sobre cirurgia plástica.

Conhece-te a ti mesmo

Cada corpo é único e resultado de diversos fatores, como tipo físico e composição corporal, predisposições genéticas e hábitos de vida, como padrão alimentar e exercícios físicos. Por isso, antes de se espelhar em algum famoso ou famosa, reflita: essa pessoa se parece comigo? Ou estou me pautando em um ideal inatingível? Traga suas inspirações para a sua realidade. 

Prepare-se para o período pós-operatório

Ao decidir pela cirurgia plástica, você deve ter em mente que existe toda uma preparação pré e pós-operatória. Portanto, prepare-se para o tempo de repouso e atente-se para cuidados específicos, como postura ao sentar e dormir, consumo de alimentos saudáveis, uso dos suportes cirúrgicos (sutiã, cinta compressora, faixa de sustentação, modeladores), entre outras recomendações.

Converse com o seu médico

Sem dúvidas, outro ponto bem importante para o alinhamento das expectativas é uma conversa franca com o seu médico. Tire suas dúvidas, pergunte a ele sobre as reais possibilidades do seu procedimento e quais os resultados passíveis de serem alcançados. Imprescindível também é você entender o que não se pode esperar. A cirurgia plástica, como qualquer intervenção cirúrgica, apresenta limitações. Exponha seus medos, inseguranças, ansiedades e expectativas para o seu médico de confiança. O vínculo entre médico e paciente é fundamental para um bom andamento de todo o processo cirúrgico. 

Saiba que a cirurgia não acaba no procedimento

O último ponto fundamental é ter consciência de que a cirurgia não acaba com a finalização do procedimento. Na verdade, esse é um novo começo. Adote hábitos mais saudáveis, cuide da sua saúde com alimentação saudável e prática regular de exercícios físicos. Use a cirurgia como um motivador para uma nova fase na sua vida, de maior bem-estar e qualidade de vida. 

O Dr. Charles Berres é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e atua há mais de 15 anos como cirurgião plástico. Conheça mais sobre o trabalho dele clicando aqui. 


Abdômen com aparência natural: tudo sobre cirurgia plástica abdominal

Abdômen com aparência natural: tudo sobre cirurgia plástica abdominal

A tendência por resultados de aparência natural tem sido demandada nas mais diversas cirurgias plásticas, sejam elas próteses mamárias, procedimentos faciais ou cirurgias como a abdominoplastia.  A partir da técnica adequada, é possível deixar o abdômen com aparência natural com a cirurgia plástica abdominal. Neste conteúdo de blog do Dr. Charles Berres, conheça mais sobre esse procedimento.

O procedimento: abdominoplastia 

Para quem sonha com um abdômen lisinho e possui flacidez de pele, essa é a cirurgia mais indicada. A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que visa a eliminar a flacidez através da retirada de excesso de pele e gordura abdominal. Logo, ela não tem como objetivo a perda de peso, mas proporciona, por consequência, um shape delineado e elegante. A indicação é para mulheres que estão no peso ideal ou próximo dele, mas constatam excesso de pele decorrente de períodos gestacionais ou de rápida perda de peso. 

Resultados naturais

Para que o procedimento tenha resultados mais naturais, é preciso prestar atenção em dois aspectos: cicatriz e aparência do umbigo. A cicatriz fica localizada acima da região pubiana, na parte inferior do abdômen, de forma a ser facilmente escondida por peças íntimas ou por roupas de banho, a famosa “marca do biquíni”. O tamanho da cicatriz varia de acordo com a quantidade de pele/gordura retirada do paciente.

Outro ponto fundamental da abdominoplastia é o reposicionamento do umbigo. Na grande maioria das vezes, é mantido o umbigo original no formato e tamanho prévios à cirurgia, porém, sem a flacidez que o cobria, principalmente em posição sentada. Isto se deve às técnicas atuais e a capacitação do cirurgião plástico.

Assim, é importante conversar com o seu médico, externar suas dúvidas, para que o resultado se aproxime do que você realmente deseja. Conte com a expertise do Dr. Charles Berres para alcançar o abdômen com aparência natural, como você sempre quis. 

Exercício físico: o que posso fazer no pós-operatório?

Exercício físico: o que posso fazer no pós-operatório?

A prática de exercícios físicos é recomendada em qualquer fase da vida, principalmente pelos diversos benefícios que traz para a saúde física e mental. Quando aliada a procedimentos estéticos, ela potencializa os resultados, otimizando os efeitos das cirurgias. No período pós-operatório, a realização de atividades físicas também é recomendada, desde que respeitado o tempo de repouso adequado de cada procedimento específico. 

É importante lembrar que os exercícios físicos devem ser incorporados à rotina, mesmo antes da cirurgia, pois eles melhoram o funcionamento cardiorrespiratório, facilitam a cicatrização, reduzem o risco de complicações cirúrgicas e aceleram a recuperação pós-operatória. Pensando nisso, o Dr. Charles Berres traz, neste blogpost, alguns cuidados importantes na hora de retomar os exercícios físicos. Acompanhe!

1. Respeite o tempo de repouso

Para que os resultados sejam alcançados no pós-operatório é preciso respeitar o tempo de repouso estipulado, que varia de acordo com a cirurgia realizada e com as condições orgânicas do paciente. Após a cirurgia plástica, é fundamental que o paciente não retome os exercícios por conta própria, mas observando as recomendações do cirurgião e com acompanhamento constante de um profissional da educação física

De maneira geral, para procedimentos como blefaroplastia, lipoaspiração, lipoescultura e ninfoplastia são recomendados 15 dias de pausa. Para rinoplastia e mamoplastia de aumento são recomendados 30 dias de pausa. Já para procedimentos como abdominoplastia e próteses mamárias e glúteas a indicação é de 60 dias de repouso.  

2. Comece com exercícios leves

Para retomar a sua rotina, o ideal é começar com exercícios leves. Que tal uma caminhada? Para uma retomada gradual, separe 30 minutos para a realização desse exercício que melhora a circulação, prevenindo doenças cardiovasculares e crônicas, além de tonificar os músculos e melhorar a qualidade do sono. Outra contribuição é a prevenção da flacidez muscular, pois, ao melhorar a circulação sanguínea da pele, proporciona maior elasticidade.

Uma outra sugestão é a retomada da musculação leve com pouca carga ou menos séries repetitivas. Ela auxilia enormemente na definição muscular, contribuindo principalmente para os melhores resultados em cirurgias de contorno corporal, como a lipoaspiração e a lipoescultura. Treinos funcionais, que são feitos com o próprio peso do corpo, também são recomendados, desde que os pontos já tenham sido retirados e a cicatrização esteja em estágio avançado. 

3. Foco no resultado

É importante sempre lembrar de que a cirurgia plástica não tem efeitos milagrosos, caso não esteja associada a um plano integral de saúde, que inclui exercícios físicos e alimentação saudável equilibrada. Além disso, o procedimento cirúrgico para alcançar os resultados desejados faz parte de um conjunto de três momentos: pré-operatório, operatório e pós-operatório. Portanto, comprometa-se com a sua saúde e bem-estar respeitando cada uma dessas fases, contribuindo, assim, para a manutenção do resultado cirúrgico.

Gostou das dicas do Dr. Charles? Continue acompanhando o blog e saiba tudo sobre o mundo da cirurgia plástica. Para outras informações, visite o site do Dr. Charles Berres

Botox: conheça mais detalhes do procedimento e suas vantagens

Botox: conheça mais detalhes do procedimento e suas vantagens

Sabe aquelas rugas que aparecem quando você ri ou fica preocupado? Elas incomodam você? A aplicação de toxina botulínica, popularmente conhecida como Botox, é o procedimento estético ideal para resolver esses pequenos (mas aparentes) problemas. 

A técnica proporciona a suavização das rugas dinâmicas, ou seja, aquelas que aparecem com a movimentação natural da face. A aplicação funciona como um paralisador, evitando a contração muscular. Assim, você reduz as linhas de expressão aparentes e ganha um ar mais leve e descansado! 

Tem curiosidade sobre o procedimento? Confira este post e saiba mais!

A primeira vantagem já começa antes do tratamento, afinal não é necessário realizar nenhuma preparação para o Botox. A aplicação é específica, feita diretamente no músculo produtor da ruga, e não requer anestesia. Por serem aplicações pontuais, o procedimento é rápido, levando não mais do que 15 minutos. O nível de dor depende de cada paciente, mas, em geral, as picadas são leves e causam desconforto mínimo. 

E o efeito? Aparece dentro de alguns dias, sendo melhor notado em uma semana. A durabilidade vai depender da condição específica de cada paciente, mas, em média, dura de 4 a 6 meses. Pela facilidade da aplicação, você pode repetir o procedimento de maneira contínua, desde que respeite o intervalo mínimo de três meses para uma nova aplicação. 

Assim, o Botox funciona de duas formas: tratamento e prevenção.

  1. O tratamento se dá pela atuação em rugas já aparentes, minimizando-as. Quando alinhado a outros tratamentos, como preenchimento dérmico, traz ótimos resultados para a sua aparência e bem-estar.
  2. A prevenção ocorre, pois, ao paralisar os músculos produtores de rugas, o Botox evita que se criem vincos mais profundos na sua pele, adiando o envelhecimento facial. 

Agora que você sabe mais sobre o Botox é importante que converse com seu médico. Confiança é fundamental na relação médico-paciente e isso só é possível com muita clareza e diálogo. Explique o que lhe incomoda e que tipo de resultado você gostaria de alcançar. Tendo as expectativas alinhadas e um profissional capacitado, você alcançará o visual que tanto deseja! Ficou com mais alguma dúvida? Entre em contato com o Dr. Charles Berres.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram